domingo, 17 de abril de 2016

Tobacco free

Fumei o meu último cigarro na passagem-de-ano 2014/2015. Desde então, sou "tobacco free". Mas ainda não me considero ex-fumador, nem sei se algum dia me considerarei. É um processo lento, demorado, com momentos de fraqueza. 

Mentiria se dissesse que, durante todo este tempo, não me apeteceu pegar num cigarro. Claro que apeteceu, centenas ou milhares de vezes. Sobretudo tendo em conta que estou rodeado de muitos fumadores (diria que pelo menos 70% dos meus colegas são fumadores). Há momentos em que a vontade é mais que muita. Mas é tudo uma questão de cabeça. Até hoje, a minha cabeça tem sido suficientemente forte e determinada. Mas não posso dizer que seja assim para sempre. Acho que alguém que fumou (e eu fumei durante mais de uma década) nunca é completamente um ex-fumador, pelo menos enquanto a vontade se for manifestando, mesmo que seja de vez em quando.

Há dias em que o desejo de um cigarro é quase incontrolável. E naquelas fases mesmo lixadas da vida então, é do caraças. A minha primeira, e maior, prova de fogo foi o falecimento do meu pai menos de um mês depois de eu ter deixado de fumar. Sinceramente, ainda hoje não sei como é que não tive uma recaída nesse momento. Não sei se foi por estar num estado de choque tal que estava numa espécie de "coma emocional", ou se de facto cresci um bocadinho (o Roger de outros tempos - tipo em 2010 quando perdi o meu afilhado - ia fazer tudo para fugir da realidade... Álcool, tabaco, qualquer coisa que me anestesiasse...).

Neste momento, vou com cerca de 1 ano e 4 meses livre de tabaco. Há dias em que quase nem penso no assunto, há dias em que quase estrago tudo porque a tentação é enorme. Mas espero continuar a ter força mental para não recair. Primeiro, por questões de saúde, especialmente tendo em conta a minha condição de doente cardíaco. Depois, por questões de carteira - realmente consigo poupar mais :P

4 comentários:

  1. Muito orgulhosa! :D Sei bem o que o tabaco faz ao organismo... O meu pai é amputado, muito por causa disso. Obstrução de veias e por aí. Por isso, "tobacco free" é sempre a melhor solução. Se te apetecer fumar... dá beijinhos, abraços, faz o "amor" mas resiste. :P ahahah Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei quem és, mas agradeço :P
      Vou tentar manter-me tobacco free :)
      Beijinho

      Eliminar
  2. Eu estou a fazer um ano, em Maio, ou Junho, creio.
    Embora já tive estado várias vezes, por longos períodos, de 1 ano, ou 8 ou 9 meses sem fumar, noutros tempos.
    Nem sei o que me considero. E não digo que nunca mais fumarei um cigarro, só espero nunca mais voltar a fumar regularmente.

    Mas eu, na verdade (felizmente) nunca fui grande exemplo de fumador.

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És um fumador ocasional :P
      Eu decidi parar por vontade própria. Por ter consciência que, tendo em conta os meus problemas cardíacos, estava a meter-me numa alhada. Espero ser mentalmente forte para não ter recaídas...

      Grande abraço meu caro

      Eliminar

Real Time Web Analytics